Não importa o custo, o esforço ou o sacrifício; não se esqueça de que o Caminho existe, de que o Objetivo é atingível e está além de tudo o que você possa imaginar ou conceber agora; de que qualquer preço que tenha sido pago por sua obtenção parece insignificante quando ele é obtido; de que essa é a libertação final da escravidão dos grilhões da matéria e do sofrimento com ela relacionado. A sua obtenção é o serviço e o bem supremos que você pdoe prestar a seus irmãos atados nas correntes de Maia - Mouni Sadhu

Breves relatos de Jiddu Krishnamurti

Despertamos cedo;ainda estava escuro, mas logo a aurora surgiria; para o leste, havia uma pálida luz distante. O céu muito claro e o contorno das montanhas e morros já era visível. Havia grande silêncio. 

Repentinamente, quando ainda no leito, com o pensamento parado e distante, sem o mais leve frêmito do sentimento, do vasto e profundo silêncio NASCEU AQUILO que era agora o INABALÁVEL E INESGOTÁVEL SER. Firme, sem peso, sem medida; ali estava e nada mais existia além da completa solidão. As palavras sólido, imóvel, imperecível, de maneira alguma transmitem a qualidade da ETERNA ESTABILIDADE. Palavra alguma serviria para comunicar AQUELA PRESENÇA. Autêntica, exprimia a TOTALIDADE E ESSÊNCIA DE TODAS AS COISAS. 

A sua pureza permaneceu, varrendo todo pensamento e ação. Assim como não podemos identificar-nos com as águas de um rio caudaloso, era impossível identificar-nos com AQUILO. Não poderia haver união entre nós e o que não tem forma, medida e qualidade. A COISA EXISTE; eis tudo. 

Como tudo se tornou tão amadurecido e delicado! E, estranhamente, toda a vida estava ali contida — como uma folha nova, sem defesa. - JK - 04/08/1961

Ao acordarmos cedo, ocorreu-nos uma FULMINANTE PERCEPÇÃO, uma visão que parecia não ter fim. Não tinha origem nem direção, mas abrangia todas as visões e todas as coisas. Ultrapassava os rios, as colinas, as montanhas, a terra, o horizonte e as criaturas. Nesta "visão" havia penetrante luz e incrível velocidade. O cérebro não podia acompanhar o que acontecia, nem tampouco a mente era capaz de abarcá-la. Era PURA LUZ dotada de irresistível celeridade.

No passeio de ontem, a estonteante beleza da luz entre as árvores e sobre o gramado nos deixou sem respiração, a ponto de baquearmos. 

Mais tarde, ainda de manhã, pouco antes do desejum, como um punhal cravado em terra fofa, SOBREVEIO-NOS AQUELA PODEROSA BENÇÃO. Surgiu como um relâmpago, e se foi com a mesma rapidez. 

Ontem, à tarde, o processo esteve bem agudo, mas hoje, de manhã, diminuiu de intensidade. O corpo se acha enfraquecido. - JK - 05/08/1961

Após uma noite de sono inquieto, ao acordarmos, vimos que o processo durou a noite inteira; além disso, a benção florescia. Era como se estivesse ATUANDO EM NÓS. 

Ao despertarmos houve uma explosão, um extravasamento deste poder, desta força. Era como uma torrente brotando das rochas, do fundo da terra. Havia nisto um estranho e inconcebível êxtase, que nada tinha com o pensamento e o sentimento

Existia li uma faia, cujas folhas se agitavam ao sopro da brisa; este movimento era a própria vida. - JK - 06/08/1961

Silenciosamente sobreveio-nos aquele estado, de modo tão suave e natural que quase não o percebíamos. Espalhava-se por entre as flores, cobrindo a terra; éramos parte daquilo, não como observadores, porém, intrinsecamente. Não havia pensamento nem sentimento, achando-se o cérebro extremamente quieto. De repente, surgiu uma pureza simples, nítida, delicada. Era um campo de inocência, para além do prazer e da dor, alheio a tortura da esperança ou do desespero. Sua presença purificava-nos a mente e todo o ser. Éramos parte daquilo, que transcendia qualquer avaliação ou palavra; a mente tornara-se transparente e o cérebro eternamente jovem. 
O fenômeno durou algum tempo e, por ser tarde, tivemos de retornar. 

Esta manhã, ao acordarmos, a benção não voltou logo, mas ela estava lá, SILENCIANDO O PENSAMENTO E O SENTIMENTO. Enquanto escovávamos os dentes, a intensidade do processo era bem aguda. ELA SURGE E DESAPARECE SUBITAMENTE; NADA PODE FREÁ-LA, NÃO HÁ COMO FAZÊ-LA SURGIR. 

O processo tem sido bastante agudo, com dor intensa. - Jiddu Krishnamurti - 07/08/1961

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Quem já sentiu o Espírito Supremo não pode confundi-LO com nada, esquecê-LO ou negar SUA existência. Ó Mundo, se recusares a reconhecer SUA existência com voz unânime, irei abandoná-lo e ainda preservar a minha fé".

"A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada." - Albert Einstein

"Enfim, podemos continuar acreditando que somos criaturas localizadas, isoladas e condenadas, confinadas ao tempo e ao corpo, e separadas de todos os outros seres humanos. Ou então abrimos os olhos para a nossa NATUREZA IMPESSOAL e ONIPRESENTE e para a MENTE UNA da qual fazemos parte. Se escolhermos a primeira alternativa, nada nos salvará. Se porém, resolvermos despertar para este divino EU, estaremos frente a frente com um novo alvorecer." - Larry Dossey